Carta aos embaixadores da OCDE sobre a crise ambiental e de direitos humanos na Amazônia brasileira

Desde o envio de nossa carta à OCDE, em janeiro, houve uma mudança de tom do governo Bolsonaro. Autoridades de alto escalão, incluindo o presidente Bolsonaro, prometeram combater o desmatamento ilegal e assumiram novos compromissos na cúpula do clima em Glasgow. No entanto, suas ações continuam aquém do necessário para enfrentar a crise ambiental e de direitos humanos na Amazônia: na semana passada, as autoridades brasileiras divulgaram que entre agosto de 2020 e julho de 2021, mais de 13.000 quilômetros quadrados da floresta foram desmatados, um aumento de 22 por cento em relação ao ano anterior e a maior taxa em quinze anos.

Relatórios

Mais relatórios

News